para ti, mestre

«Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!

ninguém me peça definições!

ninguém me diga: «que vem por aqui»!

a minha vida é um vendaval que se soltou.

é uma onda que se alevantou.

é um átomo a mais que se animou…

não sei por onde vou,

não sei para onde vou,

– SEI QUE NÃO VOU POR AÍ!»

José Régio
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s