Do tempo livre à libertação do tempo

http://www.flickr.com/photos/23221686@N04/7001786491/
O poeta Fernando Pessoa escreveu: “Ai que prazer/ não cumprir um dever./ Ter um livro para ler/ e não o fazer!/ Ler é maçada,/ estudar é nada./ O sol doira sem literatura./ O rio corre bem ou mal,/ sem edição original./ E a brisa, essa, de tão naturalmente matinal/ como tem tempo, não tem pressa…”
Quando libertamos o tempo é a nós mesmos que libertamos. Tempo livre é mudar de atividade, de ocupação, de ofício. Por isso, gostava lançar um desafio aos que lêem este blogue: sugiram-nos obras para a leitura durante o verão. Qual foi a obra que leu que todos deveriam ler? 
Partilhem. 
Obrigado pelas partilhas. Quando partilhamos enriquecemos e somos enriquecidos.
Anúncios
por bento oliveira Publicado em livros

Um comentário a “Do tempo livre à libertação do tempo

  1. 1. A rapariga das laranjas, do Jostein Gaarder.2. Meia-Noite ou O Principio do Mundo, Richard Zimler.3. Tomas Halik, Patience with God4. Levantar o Céu, José Mattoso5. A Confissão da Leoa, Mia Couto6. O Príncipe e a Lavadeira" do Nuno Tovar Lemos s.j.7. Personalismo, Emmanuel Mounier8. O Homem light, Henrique Rojas.9. Não Há Longe Nem Distância, Richard Bach10. Não Há Soluções, Há Caminhos, Vasco Pinto de Magalhães.11. Onde Há Crise, Há Esperança, Vasco Pinto de Magalhães12. ética cristã e capitalismo, Max Weber.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s